Como ando muito preocupado com o bem estar das pessoas no meio dessa pandemia, o tio Regis aqui resolveu trazer algumas vídeos e sons muito interessantes para que você possa esquecer um pouco das agruras da vida durante a semana e se divertir em alto astral, sentado em um local bem confortável e tranquilo, ao lado de seu amor, de seus filhos ou de quem quer que seja.

Começa a edição desta pequena fonte de prazeres musicais e visuais com um belíssimo trabalho em conjunto do grupo 2ManyDJs – uma dupla belga especializada em música eletrônica – com o diretor Wim Reygaert, visando homenagear de maneira extraordinária o mitológico David Bowie. Enquanto o duo criou uma inacreditável mixagem de mais de 30 canções do cantor inglês de uma hora de duração, Reygaert criou um vídeo para isto, contando a vida e a obra do genial artista com a presença de verdadeiros sósias do cara e recriando cenas que mostrar as emblemáticas capas de seus álbuns. Dica importante: assista tudo até o final. Você não vai se arrepender…

 

Na sequência, você tem uma raríssima aparição televisa em 1981 do obscuro grupo new wave inglês Graduate. Antes que você pergunte “mas que porra é essa?”, preste atenção e reconheça que o vocalista/guitarrista da banda é o Roland Orzabal e o baixista é um tal de Curt Smith. Sim, eles mesmos que, algum tempo depois, formariam o ótimo Tears for Fears. Divertidíssimo!

 

 

 

E já que estamos revisitando o passado nebuloso e pouquíssimo conhecido de grandes astros, aqui vai uma dica para a “velharada”, grupo do qual o tio Regis aqui faz parte: aqui está na íntegra o obscuríssimo disco do duo americano Attila, só com teclados e bateria, lançado em 1970. Detalhe: o tecladista – que também fazia os baixos no órgão, meio que na linha que o Ray Manzarek fazia no The Doors – era ninguém menos que… Billy Joel! O duo encerrou suas atividades quando o baterista Jon Small descobriu que sua mulher o traía com… Joel! Ouça e veja que legal e maluco era o som dos caras:

 

Confesso que não sou nada chegado a danças e coreografias, mas não tem como a gente não ‘pagar pau’ para o americano Robert Muraine. O que ele faz nessa compilação de seus melhores momentos e em uma de suas recentes apresentações é de deixar qualquer um de boca aberta…

 

 

Boa semana e saúde para você, sua família e seus amigos!