JÃO

28/2 – Circo Voador – Rio de Janeiro

Não, não é o guitarrista do Ratos de Porão em carreira solo. É mais um desses moleques que algum empresário esperto tenta emplacar como a “nova esperança do pop brasileiro”, mas que só atrai a atenção de meninas que estão aprendendo a se masturbar. O fato de ter sido vencedor de um ‘prêmio’ como o MTV MIAW na categoria “Revelação” diz bem a respeito do tipo de som ridículo que esse moço faz. Nem pense em deixar sua filha assistir a esse troço…

 

TIÊ

28 – SESC Pinheiros – São Paulo

Dentro da nova cena de cantoras que pululam entre o mainstream e o underground, o trabalho de Tiê é um dos mais simpáticos e livres de um “cabecismo poético” que por vezes resvala na pretensão no trabalho de algumas de suas “colegas”. Simples e bem arranjado, seu repertório traz pequenas pérolas que certamente vão atrair a atenção de quem não sabe nada a respeito dela. Dê uma checada de modo despretensioso.

 

AMON AMARTH

28/2 – Toinha Brasília
29/2
– Baile Perfumado – Recife

1/3 – Armazém – Fortaleza

3/3 – Opinião – Porto Alegre

4/3 Tork ‘n’ Roll – Curitiba

Poucos grupos fazem um som tão poderoso nos dias atuais quanto esses suecos. Mesmo centrando seu discurso no velho clichê “viking senhor dos anéis” do estilo, a banda faz isto com uma qualidade inquestionável em seus álbuns e apresentações. Como atração de abertura, vão rolar shows do grupo alemão Powerwolf, que também é bem interessante. Vale a pena ir!

 

AMENRA e LABIRINTO

28/2 –Solar de Botafogo – Rio de Janeiro

29/2 –Autêntica – Belo Horizonte

1/3 – Fabrique Club – São Paulo

O Amenra é uma banda belga fortemente influenciada pelos estilos sônicos que consagraram grupos como o Neurosis, por exemplo. Isso significa que o som é pesadíssimo, barulhento – no melhor sentido da palavra – e que propicia uma daquelas experiências que vai colocar você em contato com uma espécie de “vanguarda do metal”. Para melhorar ainda mais, a abertura ficará a cargo do ótimo Labirinto! Você não deve perder, mas saiba que o evento não é indicado para ouvidos sensíveis…

 

THE BAGGIOS

29 – SESC Pinheiros – São Paulo

O som do agora trio sergipano – Julio Andrade (guitarra/vocal) e Gabriel Carvalho (bateria) adicionaram o tecladista Rafael Ramos – é uma das coisas mais legais surgidas no rock nacional nos últimos anos. E antes que você pense em fazer qualquer comparação com o Black Keys e, pior, com o finado White Stripes, pode parar: as canções dos caras têm uma pegada setentista com um verniz regional interessantíssimo. Não deixe de assistir!

 

MAROON 5

1/3 – Allianz Parque – São Paulo
Poucas bandas fazem um som tão bunda mole, inofensivo e regurgitador de clichês de pop e soul dançante quanto o grupo liderado pelo insuportável vocalista Adam Levine. É daqueles shows típicos para atores e atrizes da Globo desfilarem seus modelitos enquanto fotógrafos dos portais de pseudocelebridades se estapeiam pelos melhores ângulos perante o restante da plateia a se esbaldar com sorrisos de plásticos e babas escorrendo pelo nariz. E como nada é tão ruim que não possa piorar, na abertura vai rolar show do insuportável Melim. Credo!

 

AUTORAMAS

1/3 – SESC Itaquera – São Paulo

Uma das melhores bandas de rock do Brasil merece – e muito! – a sua atenção. A mistura de surf musicpunkgarage pop e new wave é divertidíssima e o grupo está lançando mais um álbum bacana, Libido, além de comemorar duas décadas de existência se apresentando por aqui e no exterior. Como o líder/vocalista/guitarrista Gabriel Thomaz (ex-Little Quail), a guitarrista/vocalista Érika (ex-Penélope) e seus comparsas sempre mandam muito bem em cima do palco, não tem erro: é show imperdível!

 

EDU GOMES & A PIRÂMIDE

1/3 – SESC Belenzinho – São Paulo

Um dos brilhantes guitarristas que a nova geração brasileira produziu, o ex-integrante da banda Irmandade do Blues tem uma carreira solo de alto nível, tudo comprovado pelos álbuns Espelho D’Água (2000), Imo (2015) e Âmago (2016). Ao vivo, tudo se torna ainda mais visceral e elegante ao mesmo tempo. É daqueles shows que deixa um sorriso em cada espectador que tem a sorte de presenciar suas apresentações. Não perca!

 

TURÍBIO SANTOS

4 e 5/3 – SESC Vila Mariana – São Paulo

Um dos maiores violonistas brasileiros de todos os tempos reaparece nos palcos mostrando uma de suas especialidades; a revisitação de modo sublime do repertório de Villa-Lobos. Para quem ama o violão erudito, é daqueles eventos imperdíveis!

 

MARTIN BARRE

5/3 – Espaço das Américas – São Paulo

Juntamente com outro integrante de uma das clássicas formações do Jethro Tull – o baterista Barriemore Barlow -, o guitarrista montou uma espécie de “dissidência” da banda inquestionavelmente liderada pelo vocalista/flautista Ian Anderson. O grupo de apoio traz dois convidados especiais: os tecladistas Adam Wakeman (filho do lendário Rick Wakeman) e Dee Palmer, ex-integrante de uma das formações bem lembradas pelos fãs quando atendia pelo nome de “David” (sim, rolou uma operação de mudança de sexo). Indicado apenas para os mais fanáticos…

 

.