Elis Regina – Se Estivesse Viva, Ela…

No dia 17 de março a Elis Regina teria completado 78 anos. E nunca é o suficiente a gente relembrar que no paraíso mitológico das grandes cantoras do passado existe uma estrela chamada Elis Regina.

Não existem referências suficientes para dimensionar a magnitude da voz dela, do seu poder de interpretação, da sua discografia e da sua carreira artística como um todo. Mesmo que no âmbito pessoal ela não se diferencia de qualquer um de nós, ela tinha várias qualidades e muitos defeitos.

Quem trabalhou com a Elis Regina certamente vai se lembrar de como era preciso se acostumar com a bipolaridade extrema que ela tinha que, em questão de minutos, ela ia de uma profunda melancolia até um bom humor que a levava umas gargalhadas espetaculares. E depois voltava para um estado completamente diferente.

De uma certa forma, essas características acabaram sendo levadas para o repertório dela. Você sabe muito bem que a Elis Regina interpretava canções tristes e, de repente no mesmo disco, ela ia para algumas canções super intensas, muitas delas com um espírito, um astral para cima.

Para saber a minha opinião sobre a Elis Regina, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress