Foo Fighters – But Here We Are – Disco Novo

Muita gente escreveu para mim perguntando a minha opinião sobre o álbum mais recente do Foo Fighters. Eu ouvi três ou quatro vezes para embasar a minha opinião, que é o que vou trazer neste vídeo. Primeiro, o disco novo, intitulado que você está vendo na foto.

Esse disco traz uma carga emocional muito grande por conta da morte do Taylor Hawkins, o baterista, e pouco tempo depois, da mãe do Dave Grohl, Virginia. Para muita gente, foi um milagre que esse disco tenha sido concebido, gravado e lançado. Eu mesmo pensei que a morte de ambos foi uma perda tão gigantesca que a possibilidade de Dave Grohl encerrar a banda e seguir em carreira solo era real, e tenho certeza de que isso passou pela cabeça dele.

Foi só depois daquele show tributo ao Taylor Hawkins que aconteceu em Wembley, em Londres, que veio a certeza de que a banda iria continuar. E então vieram as apostas sobre quem seria o substituto de Taylor Hawkins. Na época, apostei que seria Travis Barker, para mim seria a escolha perfeita, até pela performance sensacional que ele teve naquele show e pelo carisma dele. No entanto, ele surpreendentemente decidiu voltar com sua banda, Blink-182.

E a escolha do Foo Fighters, que foi Josh Freese, foi realmente acertada, mesmo que um monte de fãs reclame que durante a turnê atual, Josh Freese está tocando as músicas rápido demais, o que só evidencia o mimimi dessa garotada mimada. Por outro lado, a crítica quase unanimemente elogiou esse álbum, o que, para mim, não significa absolutamente nada. E então, vi o disco várias vezes. Para começar, a capa toda branca, sem nada escrito…

Para saber minha opinião completa sobre o novo álbum do Foo Fighters, “But Here We Are”, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress