Meu amigo e minha amiga…

O que teve de gente pedindo para que eu emitisse a minha opinião a respeito do mais recente álbum do Harry Styles, o Harry’s House, não foi brincadeira. Depois de tanta insistência, trago aqui a minha opinião sobre este disco.

Os álbuns que ele lançou anteriormente, o Harry Styles de 2017, e Fine Line de 2019, são muito bons. E nesse terceiro álbum, o Harry’s House, assim como ele fez nos dois anteriores, ele nos traz novamente uma vibe dos anos 80, fazendo com que isso permease durante todo o disco, ponto de neste álbum, ser possível fazer uma conexão sônica e até mesmo estética com os trabalhos do Bruno Mars e do The Weekend. 

Isso fica muito claro logo na primeira faixa, chamada Music for a Sushi Restaurant, uma música muito legal, com um baixo “gorduroso” sensacional tocado pelo baixista chamado Mitch Rowland. Tendo essa vibe novamente durante a faixa seguinte intitulada Late Night Talking – que inclusive foi a primeira música composta especificamente para esse novo álbum.

Se você quiser saber a minha opinião sobre as outras músicas de Harry’s House, do Harry Styles, assista o vídeo completo clicando no botão abaixo.