Jô Soares – Toda a Minha Gratidão

Na madrugada de sexta-feira, 06/08/2022, morreu aquele que foi, sem dúvida alguma, um dos maiores humoristas e apresentadores não só da televisão brasileira, mas da tv mundial. Jô Soares! Que tristeza enorme…

Ele estava internado desde o final de julho, e nos deixou. E a morte de Jô, de certa maneira, acabou atropelando os pensamentos de todos nós, que era o seguinte: por que o Jô estava fora da tv em um momento em que mais se precisava dele? De uma cabeça pensante nessa rotina mundana de ignorância e falta de conteúdo – inclusive na própria tv?

Porque é impossível contar a história da tv brasileira sem falar do Jô Soares, seja por conta dos seus sensacionais programas de humor, seja pelo seu lendário talk-show, que permaneceu décadas no ar, foram 11 anos no SBT e 16 anos na Globo…

Ambos os programas tinham algo em comum: eles sempre foram tratados com absoluta justiça, como atrações nobres por essas grandes emissoras que se apoiaram no incrível talento de Jô.

Eu tive a honra de ter participado em um de seus programas, mesmo sabendo que a minha participação lá havia um mote cômico escondido, que era o fato de eu lavar meus discos durante o banho, e outro mote – que pra mim foi surpreendente, era o desprezo que Jô tinha pelos LP’s. E ainda que a produção do programa tenha pedido para eu levar um monte de LP’s e colocado em uma bancada, montando um equipamento de som para que eu pudesse tocar alguns deles, eu sabiamente tive a percepção de escolher pra tocar o álbum da Ella Fitzgerald cantando rock, o Sunshine of Your Love, e também a raríssima edição In a Glass House, do Gentle Giant.

Se você quiser saber como termina essa minha participação no programa do Jô e o restante da minha homenagem em respeito a esse grande homem que foi Jô Soares, clique no botão abaixo e assista o vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress