Kurt Cobain – A Verdade dos Últimos Dias

Dias atrás, toda a mídia e os fãs em todo o mundo voltaram a lamentar a perda de um talento singular, mas convenientemente ninguém citou que a morte do Kurt Cobain foi uma lição implacável a respeito das consequências da fama. Da fama e do sucesso, das armadilhas que aguardam todo mundo que se aventura pelo universo tortuoso da indústria da música e do show business em geral. Por isso que eu sempre digo, muito cuidado com aquilo que você deseja, porque por trás do brilho da glória, da fama, do sucesso, existem umas sombras, existem demônios que estão prestes a te engolir, por mais luminosa que seja a sua alma.

Só que os últimos dias do Cobain, até hoje, eles são idealizados pelos fãs debiloides, como se fosse um calvário religioso, como se as drogas que mataram o cara fossem elementos romantizados de uma maneira poética. Essa abordagem é uma vergonha total. E olha, eu vou te dizer o seguinte, as controvérsias a respeito da morte do Kurt Cobain continuam em pé, mesmo depois de décadas dele ter partido prematuramente. Claro, a morte do Kurt Cobain não foi apenas um golpe terrível para os fãs devotos e abobalhados que ele sempre teve, mas foi um terremoto, que sacudiu os alicerces de toda a indústria da música.

Hoje a gente sabe que nos dias que antecederam aquele fatídico desfecho, havia umas nuvens de desespero se acumulando em cima dele de uma maneira generalizada. Enquanto o próprio tumulto pessoal e as lutas que ele tinha com os vícios em drogas, a heroína principalmente, que ele começou a usar dois anos antes dele se casar com a Courtney Love e ter aquela filhinha linda, a Frances, em agosto de 1992. E ele usava heroína porque ele dizia que só aquela droga aliviava a dor de estômago crônica que ele tinha.

Então tudo isso, se tornou uma carga insuportável pro Kurt Cobain, e aí os rumores de desaparecimento dele nos últimos dias, as tentativas de reabilitação, e a vida absurdamente tumultuada que ele tinha com a própria Courtney Love, que é a esposa dele na época. Então, tudo isso acabou pintando um retrato cara, muito sombrio, de um talento completamente atormentado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress