Lars Ulrich – Metallica – Não Está Tocando Nada?

Já faz muito tempo que venho ouvindo e vendo muita gente criticando o baterista do Metallica, Lars Ulrich, como se ele fosse um baterista horrível. Isso é um verdadeiro absurdo. O que acontece é que ele se tornou uma das figuras mais conhecidas e controversas de todo o cenário musical.

Isso se deve, em grande parte, ao fato de que ele não apenas é um dos membros fundadores da icônica banda de metal, mas também porque essa mesma banda rompeu as barreiras do gênero e se tornou uma atração de renome mundial. Tanto é assim que seus shows atraem plateias imensas, muitas das quais nunca tinham ouvido falar de metal ou não tinham o hábito de ouvi-lo. É exatamente esse sucesso estrondoso fora do público tradicional que fez de Lars Ulrich um alvo da raiva e frustração por parte dos fãs saudosos de Cliff Burton.

Não é difícil criticá-lo como baterista, especialmente quando as críticas vêm de pessoas que mal conseguem segurar uma baqueta nas mãos sem machucar os próprios olhos. Lembro-me de que ninguém questionava sua habilidade como baterista até o lançamento daquele vídeo intitulado “A Year and a Half in the Life of Metallica”, lançado em 1992 em dois VHS na época. Não tenho certeza se esses vídeos foram lançados posteriormente em DVD. Esses vídeos mostravam os bastidores das gravações do álbum autointitulado “Metallica” (também conhecido como Black Album).

É importante lembrar que a crítica ao desempenho de Lars Ulrich como baterista ganhou força a partir daí. No entanto, é fundamental reconhecer o papel que ele desempenhou na criação e no sucesso do Metallica, uma das bandas mais influentes da história do rock.

Para saber minha opinião completa a respeito do Lars Ulrich, clique no botão abaixo e assista o vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress