Luan – O Que Houve com o “Rei da América”?

Inúmeros grandes jogadores do passado devem estar se revirando em seus respectivos túmulos ao ver o que o Luan fez com a sua própria carreira. As atitudes absurdas em termos de profissionalismo, ou a falta dele, enquanto esteve contratado por diversos clubes dariam a qualquer torcedor motivos para questionar a sanidade de Luan. Nem mesmo a habilidade do Renato Gaúcho em recuperar talentos, inclusive os que parecem estar no fundo do poço, foi suficiente no caso do Luan. Certamente, a contribuição do Luan aos times que o contrataram foi tão monumental quanto a de Kléber Bambam na história do boxe mundial.

Ver Luan na atual situação em que se encontra me faz pensar se ele inadvertidamente elaborou um curso intensivo de como ser dispensado de clubes, um verdadeiro manual do que não fazer na carreira de jogador de futebol. Ele não criou apenas uma, mas inúmeras e verdadeiras aulas práticas de como não ser indispensável em lugar nenhum. Seu passe parece mais desvalorizado do que uma ação de uma empresa falida.

O grande problema que ele enfrentou foi, na verdade, a imprensa esportiva, especialmente a imprensa gaúcha, exercendo sua desonestidade intelectual. Em 2016 e 2017, Luan chegou a ser chamado de “Rei da América” na imprensa, sendo considerado o principal responsável pela conquista da Libertadores pelo Grêmio naquela temporada. Esses elogios descabidos subiram à cabeça dele, e ao invés de brilhar, Luan acabou mais apagado do que uma lua em noite de tempestade, transformando sua trajetória em algo tão promissor quanto um disco arranhado em um toca-discos enferrujado.

Ele nem mesmo conseguiu ser uma pálida sombra de um atleta competitivo após deixar o Grêmio pela primeira vez. Parece que Luan recebeu um convite VIP para um hipotético baile dos jogadores fracassados, onde apenas os mais ilustres inúteis da história do futebol seriam convidados. Deixar um clube é comum, mas ser dispensado de vários, sendo vendido, dispensado e dispensado novamente, faz parecer que Luan é tratado como uma bola indesejada. Para uma análise mais detalhada sobre a trajetória do Luan e suas escolhas na carreira, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress