Ludmilla, o Hino e Outras Gafes…

Desde domingo, o assunto predominante é a participação lamentável de Ludmila na cerimônia de abertura do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Infelizmente, a cantora esqueceu a letra de boa parte do trecho inicial do hino nacional, resultando em um vexame em escala internacional, ao lado do talentoso músico Mirim, Miguel Vicente, no cavaquinho, conhecido como Miguelzinho do Cavaco.

Ludmila começou o primeiro verso do hino cometendo erros, mandando um “ouvira” em vez do correto “ouviram”. O constrangimento foi evidente, com a câmera de transmissão oficial cortando a imagem para mostrar as autoridades tentando conter o riso diante da gafe inacreditável da cantora. O episódio ficou ainda mais constrangedor quando Ludmila utilizou a tradicional “cara de pau” brasileira para justificar a falha em um vídeo, elogiando a si mesma e alegando uma falha no som, que, na verdade, foi a falha em sua própria execução, já que permaneceu com a boca fechada, incapaz de lembrar a letra.

O ápice do absurdo foi quando Ludmila se comparou a Whitney Houston cantando o Hino Americano no Super Bowl em 1991. A mídia, surpreendentemente, tentou amenizar a situação, usando desculpas esfarrapadas e ignorando a evidente falta de competência da cantora. A desculpa de falha no som foi apoiada pela mídia, uma vergonha que revela o grau de vassalagem reinante, especialmente quando se trata de certos artistas populares.

Além disso, é necessário ressaltar que o convite para Ludmila cantar o hino nacional na abertura do Grande Prêmio foi uma aberração patrocinada. Isso evidencia a tentativa de dar um tom popularesco a um evento notoriamente elitista, tanto em relação ao esporte quanto ao público. O fato de Ludmila ter sido escolhida para tal papel é um exemplo claro da falta de sensibilidade e coerência, transformando um evento prestigioso em um espetáculo desastroso. Para uma análise mais aprofundada sobre esse episódio, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress