Mamonas Assassinas – Minha Opinião

Um amigo meu me lembrou de um fato curioso. Há vinte e oito anos, foi lançado o único álbum oficial do Mamonas Assassinas, aquele primeiro disco. Ficou um pouco na minha cabeça e eu disse a mim mesmo que iria dar uma ouvida nesse disco para ver se mudei minha opinião a respeito dele.

Na verdade, o que aconteceu foi uma percepção atualizada, vamos dizer assim, a respeito não só desse disco, mas de tudo o que aconteceu com o surgimento do Mamonas Assassinas. O único álbum que eles lançaram em 1995 fez com que a banda surgisse como um bálsamo de leveza e alegria para grande parte da população brasileira, que estava vivendo tempos complicados (aliás, quando o Brasil não vive tempos complicados?).

O surgimento do Mamonas Assassinas acabou suavizando e aumentando a tolerância do povo brasileiro em relação a assuntos mais sérios. Os integrantes eram muito bons naquilo que faziam, todos eles eram músicos talentosos e Dinho era um vocalista eficiente.

Sabiamente, eles deixaram para trás aquela pseudo seriedade dos tempos em que chamavam a utopia, inclusive lançando um disco fraco em 1992, que nem chegou a vender algumas cópias. Eles embarcaram em uma onda de fazer algo que ninguém fazia na metade da década de 1990, com canções estúpidas e pseudo engraçadas.

Reza a lenda que quando a banda foi contratada pela EMI, na época poderosa, os integrantes mentiram sobre quantas músicas tinham sido feitas até então. Eu duvido, para mim é pura cascata. Só quem desconhecia o funcionamento de uma grande gravadora naquela época acreditou nessa patetada e em outras lorotas, como aquela que dizia que a banda criou catorze canções em apenas uma semana. Haja ingenuidade ou burrice de quem acredita em tudo isso. E então eu ouvi o disco…

Para saber minha opinião atualizada sobre o Mamonas Assassinas, clique no botão abaixo e assista o vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress