O Sepultura Vai Acabar Mesmo?

Eu sei que todo mundo ficou um tanto surpreso e intrigado com a entrevista coletiva que o Sepultura concedeu dias atrás, anunciando o término de sua existência. Isso ocorreu não sem antes planejarem uma extensa turnê ao redor do planeta, que muito provavelmente resultará em um álbum gravado ao vivo e causará uma comoção sem precedentes na história de uma banda brasileira. O Sepultura é, sem dúvida, uma banda com uma carreira internacional genuína e mundial. Eu não tenho a menor dúvida de que esta despedida será genuína, ao contrário de outras bandas e artistas que adotaram essa estratégia para impulsionar as vendas de ingressos, discos e mercadorias.

Diferentemente dessas situações, acredito que o Sepultura, liderado pela seriedade de Andreas Kisser, o proponente da turnê de despedida, e do restante da equipe atual de gerenciamento, não seguirá o padrão comum. Duvido sinceramente que esse tipo de artifício aconteça com o Sepultura. Todos na banda parecem comprometidos e sérios, e espero que o desfecho seja semelhante ao do Slayer, que saiu de cena no auge, com credibilidade nas alturas e sem lamentações. Para mim, o anúncio do Sepultura faz total sentido, e tenho quase certeza, ou melhor, certeza absoluta, de que não apenas o Slayer, mas também outras influências contribuíram para essa decisão.

Para saber minha opinião completa sobre o anúncio do término do Sepultura e as influências por trás dessa decisão, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress