Pearl Jam – Vs. – Calando a Boca do Kurt Cobain

Em mais um episódio da série “Discos Que Envelheceram Bem”, eu vou falar agora neste artigo sobre um álbum, o segundo álbum do Pearl Jam, “Vs.”, que em 2023 completa trinta anos de existência. E esse disco, como o próprio nome da série diz, envelheceu muito bem na minha opinião.

No jogo do show business, na época, fez toda a diferença para o Pearl Jam, que era uma banda promissora, alcançar patamares muito acima do que se esperava. O estrondoso sucesso do álbum de estreia do Pearl Jam, “Ten” de 1991, pegou todos de surpresa, e isso teve consequências para o Pearl Jam e para o seu fatídico segundo álbum.

Na minha opinião, o segundo álbum é o que define realmente se uma banda vai para frente ou não. Para os caras do Pearl Jam, valeu aquela máxima: “Tome cuidado com aquilo que você deseja”. Quando eles entraram no primeiro trimestre de 1993 para gravar esse disco, havia uma pressão absurda sobre cada integrante. Aliás, a mesma pressão que caiu em cima dos integrantes do Nirvana, Soundgarden, Alice in Chains e Stone Temple Pilots, bandas que foram jogadas dentro de um caldeirão chamado grunge, de uma maneira pejorativa.

Essas bandas também tiveram um sucesso estrondoso e inesperado, impulsionado pela imensa exposição de seus clipes na então poderosa MTV. E logo começaram as rivalidades causadas por esse sucesso de Seattle, vamos dizer assim. No caso do Pearl Jam, veio da boca de Kurt Cobain, que passou a atacar a credibilidade do Pearl Jam, acusando os caras de oportunistas e outros adjetivos ainda menos louváveis na época.

Para saber todos os motivos que fazem o álbum “Vs.”, do Pearl Jam, ter envelhecido tão bem, clique no botão abaixo e assista o vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress