Redes Sociais Emburrecem as Crianças

Eu procuro sempre ter o máximo de precisão ao discutir qualquer assunto aqui no meu canal, e é por isso que, mesmo não sendo pai, ando muito preocupado com os efeitos nefastos e terríveis que as redes sociais têm exercido sobre a molecada. Isso evidencia cada dia mais uma preocupante deterioração dos valores das crianças e do discernimento infantil, prejudicando significativamente o desenvolvimento delas, principalmente em questões relacionadas à autoestima, autoconfiança e percepção do próprio corpo. Particularmente, mantenho uma postura incisiva e crítica em relação a essa disseminação desenfreada das redes sociais entre a garotada.

Você, que é pai ou mãe, precisa voltar sua atenção e ter um olhar crítico para uma questão que transcende o universo do que costumo abordar aqui. Infelizmente, você terá que adentrar em um terreno delicado: a influência das redes sociais nas mentes e na formação das crianças. Isso vale para YouTube, Instagram, TikTok, Twitter, Facebook e outras plataformas. Não adianta a maioria das mídias sociais no Brasil estabelecer os 13 anos como idade mínima para a criação de um perfil, pois burlar as regras desses sistemas tem sido uma tarefa extremamente fácil para essa molecada, que desde cedo domina o manuseio da internet de maneira mais eficiente e rápida que a maioria dos adultos.

Pesquisas sérias mostram que as crianças brasileiras estão se conectando cada vez mais cedo à internet, principalmente na primeira infância, até os 6 anos de idade. Não dá para poupar palavras ao descrever a péssima influência que as redes sociais têm exercido, não apenas em adultos com a capacidade mental de um porco-espinho, mas principalmente influenciando as crianças. Essas plataformas, ao invés de estimular o desenvolvimento saudável e o pensamento crítico, tornaram-se veículos para as crianças, promovendo uma superficialidade absoluta.

Para uma análise mais detalhada sobre esse fenômeno terrível e como as redes sociais impactam as crianças, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress