Rock In Rio Oficializa a Estupidez Musical

Meu amigo e minha amiga…

O que aconteceu o Rock in Rio institucionalizou a falta de talento, a estupidez e a trapaça em cima do palco e isso vai trazer consequências terríveis para o futuro. É o exato painel da
celebração da estupidez, da falta de talento e dos trambiques em cima do palco.

Nunca, nem nos meus sonhos mais malucos durante a adolescência, eu conseguia imaginar algo como a internet, muito menos como ela facilitaria o acesso irrestrito a qualquer tipo de música, a qualquer hora, em qualquer lugar do mundo. Só que a velocidade da produção e circulação de música nos dias atuais criou uma realidade sonora instantânea que até seria muito bem-vinda caso não tivesse se transformado em um processo completamente imediatista.

Essa produção musical desmedida e ruim, fez com que a capacidade de absorção fosse reduzida a níveis alarmantes. O resultado disso tudo foi o desaparecimento de qualquer traço de bom senso e de níveis de qualidade, tanto de quem faz música, como de quem ouve.

Hoje qualquer zé mané, qualquer garota zero talento consegue gravar uma música e disponibilizar o resultado fedorento desse seu egocentrismo completamente sem noção e colocar isso em algum YouTube da vida.

Agora o pior de tudo é que muita gente com esse perfil forma hoje o panorama da música popularesca no Brasil. Gente que na maioria das vezes foram estimuladas a se mostrar na internet por amigos e parentes sacanas que falsamente elogiavam essas porcarias porque queria gargalhar às custas do coitado ingênuo e também porque sentiram pena dessas pessoas e não queriam destruir o sonho artístico dela.

Se você quiser ouvir a minha opinião completa sobre a oficialização da estupidez feita no Rock in Rio 2022, clique no botão abaixo para assistir ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress