RPM – Situação Ridícula e Vexatória

Depois de anos de confusões jurídicas e desentendimentos entre os integrantes, a justiça finalmente sentenciou que o RPM está totalmente desfigurado nos dias atuais com sua formação atual liderada pelo guitarrista Fernando Deluqui. A decisão também afirmou que Paulo Ricardo tem toda a razão na ação movida por ele para impedir o guitarrista de usar a marca RPM na promoção de discos e shows atribuídos ao grupo.

Vamos combinar que todo esse tempo – décadas, na verdade – foi gasto para se chegar a uma conclusão óbvia, lógica e racional. A sentença da juíza Luciana Novakov diz basicamente que Deluqui está proibido de usar o nome RPM na promoção de qualquer coisa que ele faça, sejam discos, shows ou qualquer outra atividade. A formação atual é, em palavras minhas, uma piada patética.

Nunca importou o fato de que Deluqui estava desde o início da formação do quarteto, porque ele é tão carismático quanto um tiozão vendedor de churros na porta de um cemitério. Ele jamais teve qualquer tipo de destaque ou relevância dentro de uma banda notoriamente idealizada, criada, concebida e executada pela dupla formada por Paulo Ricardo e pelo tecladista Luiz Schiavon, que faleceu quase exatamente um ano atrás. Eram justamente esses dois a espinha dorsal da banda, cara, porque ambos decidiram a abordagem tecnopop New Romantic tupiniquim do som dos caras.

Deluqui e o baterista Paulo Pagni, que morreu em 2019, eram apenas complementares daquela sonoridade. Eram os roqueiros tradicionais que tiveram que se encaixar na proposta de Paulo e Schiavon, sem qualquer papel decisivo na gestão criativa da banda. A verdade é essa. E é exatamente por tudo isso, e pelas apresentações constrangedoras dessa formação mais recente com Deluqui no comando e músicos contratados sem a mínima identificação com a marca RPM, que a decisão da justiça acatou a reivindicação de Paulo Ricardo.

Só que tem um problema nessa história: Deluqui não acatou essa decisão judicial. Ele ainda teve a manha de desafiar a justiça fazendo um show em São Paulo na semana passada, com a cara de pau de anunciar que foi uma comemoração pelos seus 40 anos de carreira. Além disso, Deluqui soltou uma pavorosa música nova com o RPM.

Assista ao vídeo completo clicando no botão abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress