Super-Heróis no Cinema – Ninguém Aguenta Mais

Após o banquete cinematográfico que foi “Aquaman 2”, finalmente parece que a indústria do cinema está percebendo que o público está saturado de tantos filmes de super-heróis ocorrendo simultaneamente, tanto no universo da Marvel quanto da DC Comics, de onde vem o Aquaman. A verdade é que ninguém aguenta mais tantas histórias e personagens se entrelaçando, confundindo o público, exceto, evidentemente, por alguns poucos nerds que dedicaram e ainda dedicam suas vidas a acompanhar as sagas de 450 heróis e vilões ao mesmo tempo.

“Aquaman 2” marca o fim do chamado universo estendido da DC, que basicamente consistia em imitar o sucesso da Marvel, lançando filmes cheios de efeitos especiais e roteiros inconsistentes. O resultado foi uma série de filmes que variaram entre ruins, como o primeiro filme da Mulher Maravilha e o Superman de 2013, e verdadeiras aberrações, como “Batman versus Superman”, ambos os “Esquadrões Suicidas”, as duas versões da Liga da Justiça, “Mulher Maravilha 84”, “The Flash”, “Besouro Azul”, os dois “Aquaman”, entre outros.

Ao assistir “Aquaman 2”, a sensação foi de que até mesmo os peixes do fundo do mar digital do filme ficaram constrangidos com o que estavam presenciando. O roteiro parecia ter sido escrito por alguém entediado, espalhando seus tentáculos por todo lado, completamente sem rumo e propósito. As atuações do elenco não escaparam dessa falta de direção, parecendo mais interessados em contar conchas na praia do que dar vida aos personagens, especialmente nos momentos com diálogos canhestros. Jason Momoa, o suposto rei dos oceanos, parecia estar tão perdido quanto o roteiro.

Para uma análise mais detalhada sobre a decepcionante experiência de assistir “Aquaman 2” e outros filmes recentes do universo da DC, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress