Tribunais da Internet e o Jornalismo Covarde

Meu amigo e minha amiga…

É simplesmente inacreditável que os tribunais da internet sejam formados por um monte de fãs completamente desprovidos de cérebro que agora dominam o jornalismo cultural do Brasil, que envolve música, cinema, teatro e literatura. Agora todo mundo é refém desse tipo de barbaridade.

Há inúmeras crises globais acontecendo ao mesmo tempo hoje e uma delas afeta muito mais que o psicológico, mas também afeta as atividades profissionais e mais notadamente aquelas que envolvem o jornalismo. Nesse artigo, eu vou falar especificamente a respeito do jornalismo da área cultural que envolve tudo que você possa imaginar.

Já faz muito tempo que jornais e revistas deixaram simplesmente de existir, você mesmo sabe disso. Provavelmente você não tenha mais o hábito de ir numa banca comprar um jornal ou revista. Por que? Porque a grande maioria deixou de existir por conta da perda das receitas publicitárias que eram justamente o que mantinham essas publicações vivas.

Infelizmente a grande maioria dos profissionais do jornalismo se curvaram perante a pressão das redes sociais, os chamados tribunais da internet. Isso é uma coisa que atingiu notadamente os profissionais que mantém o seu trabalho jornalístico apoiado exatamente nas ramificações naquilo que no jornalismo nós conhecemos como editoria de cultura, ou seja, música, cinema, literatura etc.

Se você quiser saber a minha opinião completa a respeito desses jornalistas que se curvaram perante aos juízes da internet, clique no botão abaixo para assistir ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress