Xuxa – Este Pedido de Desculpas É Um…

Eu fiquei absolutamente incrédulo ao ler a notícia de que a Xuxa, durante a sua participação na Natal CCXP, que é a Comic Con Experience aqui em São Paulo, teve a cara de pau de tentar fazer um discurso emocional na abertura do evento, com lágrimas nos olhos, pedindo desculpas por traumatizar as crianças nas décadas de 1980 e 1990, alegando que não era assim tão má. Que papo é esse?

Obviamente, todos os fãs adultos e debiloides da Xuxa lembraram imediatamente da cena da famosa frase “senta lá, Cláudia”, que ela soltou para tentar se livrar de uma criança chata que queria aparecer mais do que a apresentadora durante uma das edições de seu programa na época. Claro que tais declarações absurdas da Xuxa foram acompanhadas por outras, nas quais ela se diz orgulhosa pelo carinho que recebe dos mais jovens, mas esse carinho é direcionado a ela desde aquela época em que ela tenta se desculpar agora.

Foi por causa daquela época que os pais dos mais jovens atuais a tornaram um mito televisivo brasileiro, imagem que ela ainda carrega hoje, ao lado de sua desconstrução como garota linda manipulada pelo sistema televisivo moedor de gente do passado. Para piorar ainda mais tudo isso, a Xuxa afirmou que era uma garota louca, provavelmente, mas que não era por mal, pois se disse despreparada e que ninguém disse a ela o que podia fazer ou não em seu programa do passado. Essa declaração não faz o menor sentido para quem trabalha na TV, como é o meu caso, que sabe como funciona a roteirização de um programa. Minha sinceridade e atitudes genuínas no meu trabalho causam espanto e surpresa entre as pessoas da produção e os próprios convidados. Ao se colocar como uma espécie de semidivino, afirmar que ninguém havia, na época, a tratado como uma pessoa normal, a Xuxa revela muito mais sobre o que foi levada a acreditar pela sua própria produção, incluindo a diretora do programa, Marlene Matos.

Para saber minha opinião completa sobre a participação polêmica da Xuxa na CCXP, clique no botão abaixo e assista ao vídeo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress