Na segunda-feira passada comecei uma nova série aqui no blog que leva o mesmo título do texto que você lê neste exato momento, só que a banda em questão era o SparkleHorse e o seu lindamente triste álbum Dreamt for the Light Years in the Belly of a Mountain – você pode ler e ouvir aqui – e entender tudo o que motivou a criação dessa “cruzada musical” contra a acomodação. Não será semanal e muito menos terá um dia fixo: vai pintar aqui sempre que me der na telha.

Hoje vou caprichar e indicar dois ótimos álbuns que tenho certeza absoluta que você não deu a menor bola para eles quando foram lançados. Bem, antes tarde do que nuca, certo?

 

NEW MODEL ARMY - Between Dog and Wolf capa

NEW MODEL ARMY – Between Dog and Wolf

Estranho e belo álbum de uma de minhas bandas favoritas. Foi lançado originalmente em 2013 e só saiu aqui no Brasil uns anos depois, em uma caprichada edição do selo Red Star em forma de digibook. Foi recebido com certas ressalvas no exterior por conta de sua sonoridade mais introspectiva em relação aos trabalhos anteriores, mas é sim um discão, que marcou a estreia de um novo baixista, Ceri Monger, que substituiu o longevo Peter “Nelson” Nice, que ficou 22 anos com o grupo. Mostro aqui algumas de suas belas faixas:

 

 

 

 

EVIL CONDUCT – Today’s Rebellion capa

EVIL CONDUCT – Today’s Rebellion
Um dos grandes nomes da vertente skinhead do punk, mais conhecida como “Oi!”, esse trio holandês teve o seu mais recente álbum de estúdio, de 2014, miraculosamente lançado por aqui pelo ótimo selo Hearts Bleed Blue e traz um repertório excelente, repleto de boas canções e com questionamentos político/sociais que frequentemente se tornam aliados de um verniz poético embrutecido, mas de grande valor. Consegui encontrar no álbum na íntegra. Ouve aí e saia “pogando” pela sala ou onde lá você estiver!